O sueco que revolucionou o FMX com o Flair 540

O homem do 540 flair

 

Fred Johansson está entre os melhores freestylers europeus. Em 2008 ele colocou seu nome na história do esporte ao tornar-se o primeiro piloto a completar o 540 flair, feito este realizado no Red Bull X-Fighters de Madri. Além das manobras o sueco vem se articulando em outras funções, como organizar o seu próprio evento no “Sweet Spot”, seu megaparque dedicado ao FMX localizado próximo à Estocolmo, Suécia.

FMX News – Fred, fale sobre o seu centro de treinamento, o local conhecido como “Sweet Spot”. O que podemos encontrar por lá? Johansson – Você pode encontrar tudo o que torna um dia de verão divertido. Há uma pista com 11 rampas, uma piscina de espuma, um mini ramp para skate e BMX, e uma pista para mini motos. A novidade mais recente é um campo para paintball. Além disso, uma vez por ano, realizo o meu próprio evento, o “Sweet Spot All Stars Jam” (www.sweetspotallstars.se)

FMX News – Fale mais sobre o evento. Como você teve a idéia de criar o “Sweet Spot All Stars Jam”? Johansson – Realizei o “Sweet Spot All Stars Jam” nos últimos quatro anos, e o evento vem se mostrando um grande sucesso, tanto para mim quanto para os demais pilotos. Queria fazer um evento com o sentimento de total diversão. Ocorre em minha cidade, Nynäshamn, localizada a uma hora de Estocolmo. Todos se hospedam num hotel muito legal no píer, comemos bem, e fazemos algumas atividades, como pescar, andar de jet ski, wakeboard, e claro, saltar no meu parque. Ah, caso você se canse há uma massagem terapêutica na própria pista. Também há um passeio turístico pelo mar da Suécia. Na última edição tivemos uma batalha entre equipes dividas por nações ao longo da semana, onde os participantes conquistavam pontos em atividades como paintball, golf, corridas de mini moto, poker, e uma disputa de manobras sincronizadas para o público no final do dia. Tudo isso filmado pela Rebel Media, da Alemanha, e será lançado em breve.

FMX News – E sobre a cena de FMX na Suécia? O que anda rolando por aí? Johansson – A cena não é grande, mas é bem forte. Os pilotos daqui estão com nível elevado. Acompanho uns caras novos, e tento apoiá-los o máximo possível, cuidar de nossa cena.

FMX News – Recentemente você quebrou outra barreira do FMX com o flair no Red Bull X-Fighters de Madri. Você poderia descrever como fez a manobra? E finalmente, é um flair, um 540, ou uma mistura dos dois?(risos) Johansson – A manobra foi totalmente espontânea. Tentei duas semanas antes do X-Fighters, e fui para lá com essa missão. Foi um sucesso. 540 invertido ou flair, eu não me importo. (risos)

FMX News – E quais foram os passos para alcançar a manobra? Completar o 360 foi o mais importante? Johansson – Aprendi o 360 há alguns anos, e tenho certeza que aquele tipo de rotação me ajudou. Para o 540 faço uma puxada bastante forte e precisa, e deixo a moto girar. Focalizo a recepção, e giro. Parece fácil, mas não é.

 

Em detalhe o 540 Flair feito por Fred Johansson no Red Bull X-Fighters de Madri; FMX em plena evoluçãoFMX News – Você já teve grandes momentos em sua carreira, como vencer uma etapa do Night of the Jumps. O 540 foi o maior de todos? Johansson – Sem a menor dúvida.

FMX News – Você fez o flair no quarter pipe, e ultimamente temos visto pistas muito técnicas, com transfers, saltos em seqüência, step up step downs… Nesse sentido, o que você acredita que veremos em breve? Johansson – Espero que as pistas sejam mais fluidas, com maiores possibilidades de linhas, que permitam explorar a criatividade dos pilotos.

FMX News – Em Madri você estava pilotando uma Suzuki RM 250 4 tempos, você acredita que esta moto seja melhor para o flair? Johansson – Não, na verdade não. Eu gosto da moto, mas às vezes é difícil pilotá-la, especialmente em pequenas arenas com curtas retas de aceleração. Nas quatro tempos é necessário mais velocidade. Em breve vou tentar uma 450, apenas para ver com se comporta. Gosto de tentar coisas novas.

FMX News – A propósito, muitos freestylers odeiam as motos quatro tempos. Mas nas duas últimas temporadas você vem pilotando esse tipo de moto freqüentemente. Por que você fez essa opção? Johansson – Em razão de uma queda fiquei afastado das motos por seis meses, e gostaria de tentar algo novo para me motivar quando voltasse a pilotar. A diferença é grande, com pontos positivos e negativos. Adoro pilotar a 250F, e sempre procuro algo novo. Apenas peixes mortos seguem a corrente.

FMX News – Quais são seus planos para o futuro? Johansson – Ficar inteiro e fazer o máximo possível para influenciar os rumos do esporte.

FMX News – Fred, muito obrigado! Este é o seu espaço, sinta-se livre para dizer o que você quiser… Johansson – Só quero dizer as pessoas que nunca parem de pensar e tentar…

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s